quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Estado de alerta: militares em mobilização constante contra a PEC 287

Blog Regional do Cscs Poços de Caldas
Estado de alerta: militares em mobilização constante contra a PEC 287 Desde ontem, 06 de dezembro, quando começou a ser noticiado que no texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da Reforma da Previdência, estava incluído também os militares estaduais e federais e, que nele estava sendo retirado uma série de benefícios já conquistados pela classe, a diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) vem articulando junto aos parlamentares e representantes de classe de todo o Brasil formas de se manifestarem contra o descaso e traição do Governo. Na noite de ontem, (06/12), foi divulgado que o Presidente da República solicitou a retirada dos militares do texto inicial da PEC 287. Em conversa com o presidente da Associação Nacional dos Representantes dos Policiais e Bombeiros Militares do Brasil (ANERMB), Leonel Lucas, o presidente do CSCS PM/CBM-MG, Cabo Coelho, alertou para a possibilidade de uma paralisação geral dos militares estaduais orquestrada em todo o país com o apoio do Conselho Nacional dos Comandantes Gerais (CNCG), que também são contra a inclusão dos militares no texto da PEC 287. “Lembro-me bem de quando o Michael Temer era o presidente da Câmara Federal e os militares estaduais defendiam a aprovação da PEC300, que estabelece um piso salarial da segurança pública. O mesmo dizia a todo o momento que a nossa PEC seria aprovada, garantia na época, aos deputados Capitão Assumpção, Major Fábio e a nós representantes de classe, mas com a pressão dos governadores paralisou a tramitação da PEC300 e fez a tropa desacreditar na palavra dos parlamentares da época. Temos que pensar que as mudanças afetam não somente os militares na área previdenciária, mas fere o estatuto dos militares e a promoção da carreira fica afetada, podendo impactar gerações de oficiais e praças que possivelmente não terão acesso aos cargos de major, tenente-coronel e coronel e subtenentes e primeiro sargento, respectivamente”, alerta Cabo Coelho. O presidente do CSCS PM/CBM-MG ainda informa que continuará vigilante em defesa dos militares, acompanhando em Brasília a tramitação da referida PEC. “Em parte foi resolvido a situação, mas não temos que nos desmobilizar. O texto pode mudar a qualquer hora, pode sofrer emenda na aprovação, por isso o nosso cuidado e atenção devem ser redobrados, principalmente na calada da noite”, afirmou. De qualquer forma a presidência do Centro Social dos Cabos e Soldados solicita empenho e participação da classe nas mobilizações organizadas nas capitais, uma vez que os governadores estão pressionando o Presidente da República para mudar a previdência dos militares, querendo mudanças de Brasília para diminuir o déficit dos Estados. A dignidade da família policial e bombeiro militar esta em risco, vamos ficar atentos e participar”, ressalta Cabo Coelho. Aguarde mais informações. 


Fonte: (Comunicação CSCS PM/CBM-MG)

Blog Regional do Cscs Poços de Caldas


Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário

Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
Para anunciar aqui faça contato com (35) 3715-7938

Poltrona 1 Turismo

Poltrona 1 Turismo
Venha viajar com a gente!

JEIZA MANICURE "UNHAS EM GEL"

JEIZA MANICURE "UNHAS EM GEL"
TELEFONES - (35) 3721-3625 e (35) 9 9943-0635 E-mail: jeizaxu@hotmail.com

JARDIM SECRETO OUTLET INFANTIL

JARDIM SECRETO OUTLET INFANTIL
JARDIM SECRETO OUTLET INFANTIL

WHATSAPP da Regional do Cscs Poços de Caldas

WHATSAPP da Regional do Cscs Poços de Caldas
Deixe sua mensagem

CENTRO SOCIAL DOS CABOS E SOLDADOS

Seguidores do Blog:

Total de visualizações de página

Postagem em destaque

Diretor de Comunicação do CSCS Regional Poços de Caldas completa mais um ano de vida

Amanhã o Cscs Poços de Caldas está em festa, é dia de aniversário... Parabéns, Sgt Erivelton Germano!!! Que seu novo ciclo seja de muit...

Arquivo do blog